Notícia – Do fundo do quintal para os bares e casas noturnas

Eles começaram fazendo cerveja no fundo do pátio ou na cozinha de casa e descobriram que existe um filão para a bebida em escala comercial. Foi entusiasmado pela boa aceitação do produto que Micael Eckert decidiu encarar a perspectiva industrial. Hoje, comanda a produção de 10 mil litros por mês da Cerveja Coruja, tradicional em muitos bares, principalmente na Cidade Baixa, em Porto Alegre.

“Quando começamos a produção, em Teutônia, com cervejeiros da cidade, tinha na mente a lembrança de meu avô, quando morávamos em Estrela, onde ser mestre cervejeiro da Polar era tão ou mais importante do que ser engenheiro”, compara. Em 2004, as primeiras garrafas com design como de antigos frascos de remédio só eram encontradas no Zelig. Eckert lembra, no entanto, questões como a alta carga tributária, mas pondera: “Quem vai beber uma cerveja artesanal tem preocupação com sabor e qualidade e não só com preço”. Assinala que é preciso apoio, como acontece em Santa Catarina, onde a tributação é de 12,5%, sendo que 25% do que é pago no mês é descontado no seguinte.

Os irmãos Glauco e Guilherme Caon também acreditaram nesse mercado. Comandam uma microcervejaria, a Cerveja Anner, que começou a ser produzida há pouco mais de três anos. “Acabamos de alugar parte de uma antiga fábrica em Porto Alegre para ampliar a produção”, diz Guilherme, que comemora os 2 mil litros mensais. “Estamos aprendendo a cada dia”, observa. Como no caso da Coruja, a reclamação sobre a questão tributária prevalece. Para Guilherme, apesar do desejo de expandir o negócio, a comercialização ainda é um desafio. “O mercado mundial de cervejas já chegou a 3% para as artesanais que, nos próximos anos, devem alcançar até 10%, mas para isso é preciso incentivo.”

Fonte: Correio do Povo (http://www.correiodopovo.com.br)

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Artesanal, Nacional, Notícia

Uma resposta para “Notícia – Do fundo do quintal para os bares e casas noturnas

  1. Muy bueno tu blog, lo voy a seguir.
    Saludos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s